sexta-feira, 30 de setembro de 2011

      SOU...



Alguém que carrego em minha essência a semelhança daquele que nos transcende e faz de nós seres humanos, sermos quem somos... Dotada do amor em sua mais pura, bela e real condição. Aprendi de Deus a amar, ainda que ame imperfeitamente... Espero Dele, continuar a aprender e a exercitar dia após dia esse amor em sua forma nata.
Também desejo continuar a viver tudo que é próprio do amor e tudo aquilo que dele se origina como a compaixão, a misericórdia, a bondade, a paixão, a atração, o romance, a amizade, a fraternidade, o respeito, o zelo, a afeição, o cuidado, a delicadeza, a brandura... E enfim, quero aprender na vivência, no cotidiano o degustar do amor tal como ele é! Quero aperfeiçoar meu amor “Philia” e o “Eros” ao ponto de vivê-lo da forma incondicional (Ágape)!
Fácil, não é e nunca será! Mas querer amar, de certa maneira já é amar! Basta agora arregaçar as mangas e começar, dar passos, concretizar... To consciente que “o amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição” (Aristóteles) e isso é o enlevo da humanidade que carece das delícias que só o amor pode prover. Pois amar é aprendizagem, é vivência, é convivência, é partilha, é entendimento, é verdade, é cultivo, é renovação, é presença, é paciência, é aceitação, é experimento, é humano... É divino! Sou eu... É você!
"Mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto quando terá sido o óbvio" (Caetano Veloso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário