terça-feira, 14 de junho de 2016

ORLANDO 2016

Estarrecida com o retrocesso da ideia de religião. Na minha época de menina aprendi que Deus (Seja qual nome levasse)  tinha uma linda missão de resgatar de dentro de cada pessoa o melhor delas,  a intenção era sempre a mesma: salvar,  resgatar,  AMAR,  libertar... Hoje indignada, repito estarrecida e igualmente confusa, observo muitas religiões pregando o oposto DE SEUS MESTRES, agindo  inverso à Cristo, fazendo o oposto daquilo que se conhece de um "Deus" que sempre agiu na humanidade com misericórdia e amor.  Não precisei ir para Orlando para ver que infelizmente religiões até bem perto de nós, ou mesmo religiões formadas "DENTRO" DE NÓS. Que infelizmente não tem tido o papel de viver aquilo que seu e/ou seus mestres criadores ensinaram. Hoje vejo seguidores de diverso seguimentos religiosos,  cristãos, islâmicos ou não, matarem pessoas, com armas,  palavras e olhares. Sendo #DIABÓLICO (DIABÓLICO= aquele que divide), divisores,  impiedosos,  preconceituosos... Bem diferente de seus "deuses, mestres e/ou divindades". Em todos os escritos religiosos que existe, sempre passaram os ensinamentos pautado no bem,  no amor,  na união,  na concórdia, na misericórdia... Me recordo de muitos textos de Jesus, o meu Deus (o Deus dos cristãos) agindo assim, com misericórdia e amor... E hoje não só islâmicos mostram intolerância diante do pensamento sagrado,  da ideia do sagrado. Agem diferente de Jesus para justificarem seus preconceitos e intolerâncias pelas suas crenças, para blindagem suas ideias preconceituosas e divisórias e sem saberem que estão indo cada vez mais para longe do seu Deus Santo.  Preconceito caríssimos, não é dom, não é religião, preconceito é inverso de Deus. Deus é amor e preconceito... Nem preciso dizer o que é; o ódio de seus resultados na TV e nos jornais no mundo inteiro já falam por si! 
(Texto de Bebel Tavernar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário